Foi há alguns dias apresentado em Lisboa à imprensa o novo Lexus LBX, apontado pela marca nipónica como “o crossover eletrificado onde menos é mais”, isto porque estamos perante a primeira proposta da marca para o segmento B que, ainda assim, mantém em alta a sua proposta ao nível da qualidade, equipamento, luxo permitido e elegância, tudo isto disponível num modelo que promete também, naturalmente, a fiabilidade da Lexus. Eletrificado com a tecnologia híbrida, este modelo LBX vem para garantir ganhos de eficiência na motorização eletrificada para uma condução mais envolvente, dotado de um motor de 1,5 litros com eficiência térmica de classe mundial, num modelo automóvel em que os componentes do sistema híbrido otimizam tamanho, peso e desempenho.

Para este novo crossover compacto LBX, a marca procurou conseguir uma abordagem “sem concessões” neste novo Lexus que se aplica quer à avançada e eletrificada motorização, quer ao seu novo estilo de condução e elementos de luxo. Está equipado com uma motorização eletrificada com a tecnologia Full-Hybrid da Lexus, que beneficia de tecnologias de última geração que elevam a fasquia em todas as vertentes do desempenho, desde a eficiência de combustível e baixas emissões, até ao prazer de condução.

Como líder de longa data em eletrificação no mercado automóvel premium, a Lexus aplicou os seus know-how e experiência para reinventar a Lexus Hybrid Drive, Condução Híbrida Lexus, economizando no peso e reduzindo o tamanho das componentes, sempre que possível, e analisando cada elemento para perceber onde se poderiam melhorar a economia de combustível e baixar emissões. Paralelamente, o desempenho revelou-se mais gratificante que nunca com resposta, feedback e comportamento combinados de forma a proporcionar a Assinatura de Condução Lexus – conforto, controlo e confiança, em todos os momentos.

Lexus LBX 02

Lexus LBX 03

Um pequeno motor com grandes ideias

O motor de três cilindros que equipa este Lexus LBX pode até ser pequeno, mas a marca garante que o mesmo possui “características técnicas impressionantes que maximizam o desempenho e a eficiência“, algumas das quais inspiradas “na tecnologia de ponta do desporto automóvel, como o design de pistão ultraleve.”

Embora a unidade tenha uma capacidade modesta de 1.5 litros, é adequada para o LBX como parte integrante da compacta unidade eletrificada com a tecnologia híbrida. Cumpre todos os requisitos da Lexus em termos de durabilidade e fiabilidade e, uma vez que é aspirado naturalmente, não está sujeito às tensões operacionais da turbo-alimentação. A tranquilidade do cliente no que toca à qualidade e durabilidade fica assegurada pela garantia da Lexus de até 10 anos/160.000 km.

A potência máxima combinada do sistema é de 136 cv (100 kW) com binário máximo de 185 Nm. Espera-se, por isso, que permita uma aceleração de 0 a 100 km/h em 9.2 segundos, ao mesmo tempo que assegura uma capacidade de reboque até 750 kg.

O motor funciona com uma eficiência térmica excecional, o que significa que, da energia contida em cada gota de combustível, é convertida uma maior parte em potência de tração. Isto é alcançado através da combustão em alta velocidade e da minimização das perdas por atrito em todo o sistema de transmissão. Um sistema de refrigeração variável ajuda o motor a aquecer rapidamente, ajustando-se automaticamente às condições de funcionamento e à temperatura exterior. A utilização da distribuição eletrónica variável de válvulas – VVT-iE – reforça a eficiência e a resposta, mesmo a baixas rotações do motor.

Lexus LBX 07

Lexus LBX 05

Menor, mais leve, é melhor

O foco na conceção de um sistema que fosse mais pequeno, mais leve e idealmente adequado ao LBX – o modelo Lexus mais compacto de sempre – trouxe alterações significativas na configuração híbrida. A nova unidade de controlo de energia (PCU) assegura que o aumento da potência da bateria híbrida pode ser gerido de forma otimizada; a relocalização acima da transmissão também significa que ocupa menos espaço.

O formato compacto apresenta os dois motores-geradores elétricos do sistema posicionados lado a lado, em eixos separados.

Aplicam-se os mesmos princípios à bateria híbrida, uma nova unidade bipolar de hidretos metálicos de níquel que, apesar de ser menor e mais leve, produz mais energia, favorecendo significativamente o desempenho do automóvel.

O novo sistema híbrido permite-lhe conduzir a velocidades mais elevadas e percorrer distâncias mais longas em modo EV totalmente elétrico.

Foi dada particular atenção ao fornecimento da potência do sistema híbrido, de forma a assegurar que seria agradável e tranquilizadora. O condutor vai apreciar o ajuste do grupo motopropulsor para permitir um desempenho agradável e uma condução envolvente, a par de uma sensação de aceleração suave e linear.

Nas versões mais equipadas, um sistema Shiftmatic sequencial fornece patilhas atrás do volante conferindo uma sensação semelhante à de uma transmissão manual.

Lexus LBX 04

Lexus LBX 06

Otimização da redução do ruído 

O LBX foi projetado para minimizar a transmissão de ruído e a vibração do motor, incluindo o uso de um eixo balanceador na própria unidade de potência e o recurso generalizado a materiais absorventes de ruído em pontos estratégicos do veículo.

A nova bateria híbrida também tem impacto: com maior quantidade de potência fornecida pela bateria, o motor consegue funcionar a rotações até 20% mais baixas. Para além de ser vantajoso para a economia de combustível, isto significa que o som do motor está mais alinhado à pressão que o condutor aplica ao acelerador.

Resta referir que o Lexus LBX, entre nós, conta com uma gama de diferentes atmosferas — “Elegant”, “Relax”, “Emotion” e “Cool” —, com preços estabelecidos a partir dos 34.950 euros na variante de entrada, até aos 47.500 euros no topo de gama Cool+, devendo as primeiras unidades do Lexus LBX chegar a Portugal no final do primeiro trimestre de 2024. Os clientes da Lexus que o pretendam já podem avançar para a reserva do seu LBX em apenas três passos.

LusoMotores

 

PUB
600 90 rodape
Pin It