Registando o melhor tempo nos 2,2 quilómetros da SuperEspecial de abertura do Rali de Mortágua, a dupla portuguesa José Loureiro / Valter Cardoso assume-se como primeira líder da que é a segunda prova da Peugeot Rally Cup Ibérica 2022. No troço espetáculo em asfalto desenhado no centro desta vila viseense que dá nome ao rali, a dupla do Peugeot 208 Rally4 #16 impôs-se por 2,1 segundos à montada idêntica de Ernesto Cunha / Rui Raimundo, juntando mais cinco décimas ao tempo de Diego Ruiloba / Andrés Blanco, os seus principais adversários neste mini confronto.

Uma particularidade, pelo facto desta prova ser pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2 Rodas Motrizes, leva a que a dupla Loureiro / Cardoso ocupe, neste momento, o 1º lugar do rali em termos absolutos, num primeiro dia que termina com nada menos do que oito Peugeot 208 Rally4 nos nove primeiros lugares, dois deles no pódio provisório.

PRCI2022 ECunhaSS1

Pode, assim, antever-se que os seus pilotos venham a lutar entre si não só pelos pontos da copa, como pelos três lugares do pódio da geral absoluta.

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA - RALI DE MORTÁGUA

CLASSIFICAÇÃO GERAL (APÓS SS1)*

1º José Loureiro / Valter Cardoso, 1m47,0s
2º Ernesto Cunha / Rui Raimundo, a 2,1s; 
3º Diego Ruiloba (1º Junior) / Andrés Blanco, a 2,6s;
4º lago Gabeiras (2º Júnior) / Alejandro ‘Jandrin’ Lopez, a 2,8s 
5º Delbin García (3º Junior) / Diego Cruz, a 3,2s;
6º Roberto Blach (4º Junior) / Mauro Barreiro, a 3,3s;
7º Luis Morais / Helena Maia, a 4,5s;
8º Andres Marieyhara / Ariday Bonilla, a 5,8s;
9º Paulo Roque / Tiago Teixeira, a 6,9s;
10º Gonçalo Fernandes (4º Junior) / Jorge Henriques, a 8,5s;
11º Óscar Palomo (5º Junior) / Javier ‘Xavi’ Moreno, a 2m45,5s;
12º Ricardo Sousa / Luis Marques, a 3m00,0s;
13º Santiago Garcia (6º Junior) / Nestor Casal, a 3m00,0s.

Abandono: Pedro Antunes / Paulo Lopes (não alinhou)

Nota: Ao não terem completado a ES1 e, consequentemente, a 1ª Secção da prova, Ricardo Sousa e Santiago Garcia poderão, ainda assim, regressar este sábado em Rally2/SuperRally, sendo que já não poderão pontuar para a copa.

* Classificação provisória dos pilotos, todos em Peugeot 208 Rally4, até à publicação dos resultados oficiais pela organização da prova.

Amanhã, após esta espécie de aperitivo noturno corrido em pisos de asfalto, tem início o verdadeiro rali, contemplando três classificativas em pisos de terra, em formato de dupla passagem, num total de 81,84 quilómetros cronometrados.

Pela vitória já não poderão lutar Óscar Palomo / ‘Xavi’ Moreno, o atual líder da copa, e Ricardo Sousa / Luis Marques, à data os terceiros mais pontuados, pois apesar de curto, este primeiro palco mostrou-se madrasto para as suas aspirações. Fora de prova ficou também Santiago Garcia / Nestor Casal.

Destaque-se a estreia absoluta em termos de ralis nacionais, a passagem de um automóvel 100% elétrico, no caso um Peugeot e-208 como “Carro 00”, de apoio à segurança da prova, elemento que sublinha a transição elétrica da marca PEUGEOT, num processo que é transversal ao Grupo Stellantis em que se integra.

Loureiro e Cardoso... líderes da Copa e do Rali à geral

Foram onze os Peugeot 208 Rally4 que completaram o traçado urbano desenhado no centro de Mortágua, troço-espetáculo que abriu o Rali de Mortágua, segunda prova da Temporada 5 da Peugeot Rally Cup Ibérica 2022. Totalizando uns meros 2,2 quilómetros cronometrados e já a contar para o resultado final, a especial mostrou-se mais clemente para uns do que para outros, nomeadamente para o atual líder da copa.

Num rali quase totalmente corrido em pisos de terra, esta Super-Especial em asfalto foi uma espécie de exceção, obrigando os concorrentes a equilibrar as afinações de terra das suas viaturas com a especificidade dos pneus Pirelli sobre este piso mais abrasivo, processo em tudo semelhante a outras jornadas da copa (ver Fafe, há cerca de mês e meio). Em termos competitivos, coube à dupla José Loureiro / Valter Cardoso alcançar aqui o melhor tempo no mini-troço, batendo os seus mais diretos adversários em apenas 2,1 e 2,6 segundos, as distâncias a que ficaram Ernesto Cunha / Rui Raimundo e Diego Ruiloba / Andrés Blanco, respetivamente.

PRCI2022 RuilobaSS1

Tal como acontecera em Fafe, também aqui vários pilotos optaram por cuidados redobrados, não arriscando em demasia, evitando-se algum percalço que lhes pudesse comprometer o resultado final. Se o top-6 coube em apenas 3,3 segundos, as 10 equipas que cumpriram a Super-Especial em condições normais ficaram num intervalo de 8,5 segundos, diferencial entre o mais e o menos rápido.

Neste grupo não se incluem três equipas: Óscar Palomo / ‘Xavi’ Moreno, os atuais líderes da copa, e Ricardo Sousa / Luis Marques, à data os terceiros mais pontuados, ou ainda Santiago Garcia / Nestor Casal. Apesar de curto, este primeiro palco mostrou-se madrasto para as suas aspirações, impedindo-os de amanhã poderem lutar pela vitória absoluta. Caso resolvam, durante a noite, as questões que os afetaram, o máximo que poderão fazer é lutar pelo regresso ao top-10 da copa. 

Acrescente-se o facto de que, com este resultado, José Loureiro e Valter Cardoso ocupam a liderança provisória entre os seus pares na copa, mas também o 1º lugar em termos absolutos no rali. Pontuável apenas para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2 Rodas Motrizes (CPR/2RM), este rali permite evidenciar as amplamente confirmadas capacidades e competitividade deste produto da Peugeot Sport para a Competição Cliente, modelo que, não raras vezes, entra em luta direta com viaturas de escalões superiores. Neste momento dos nove primeiros lugares, oito são ocupados por unidades 208 Rally4, pelo que poder-se-á, facilmente, perspetivar que um ou mais candidatos ao título da Peugeot Rally Cup Ibérica 2022 possam vir a terminar num dos lugares do pódio final da prova, ou até mesmo vencendo-a à geral.

PRCI2022 ParqueAssistencia

Os horários de sábado no Rali de Mortágua 2022

Nada está, naturalmente, decidido, já que o grosso da prova organizada pelo Clube Automóvel do Centro correr-se-á este sábado, entre as 9h00 e as 16h45, com partida e chegada do centro de Mortágua, onde também se localiza o Parque Fechado. Os candidatos ao título de 2022 da Peugeot Rally Cup Ibérica terão pela frente uma dupla passagem por três classificativas, todas em pisos de terra, num total de 81,84 quilómetros cronometrados.

O dia começa às 09h00 frente à respetiva Câmara Municipal, onde os coloridos 208 Rally4 rumam ao Parque de Assistência (09h10/09h25), para depois se enfrentarem na primeira ronda – Mortágua 1 (7,75 km; às 09h38), Laceiras 1 (13,08 km; às 10h21) e Aguieira 1 (19,09 km; às 11h09) – numa manhã que termina com uma nova ida às assistências (13h10/13h30).

À tarde repete-se a mesma sequência de troços, com Mortágua 2 a ter início às 13h53, Laceiras 2 às 14h36 e Aguieira 2 às 15h24, tendo este último troço a particularidade de servir de Power Stage, dando pontos extra às equipas que fizerem os três melhores tempos (3, 2 e 1 ponto, respetivamente). Finda a secção competitiva, os concorrentes ainda passam pelo Parque de Assistência (16h24/16h34), antecedendo a subida ao pódio final de consagração.

Outra particularidade deste Rali de Mortágua é o facto da organização contar com os préstimos de um Peugeot e-208 100% elétrico como “Carro 00”, viatura que está as ser conduzida por José Pedro Fontes, piloto da Stellantis Motorsport e promotor da copa ibérica. Passando antes dos concorrentes entrarem no troço, o modelo sublinha a transição energética abraçada pela marca Peugeot, da qual já é um ator de referência em Portugal.

PRCI2022 Peugeot e208 Carro00

LusoMotores
Pin It