Apesar de ainda não terem sido ultrapassados os problemas mecânicos que afetam o CanAm de Hélder Rodrigues, o certo é que o “estrelinha continua a manter-se entre os melhores posicionados da Categoria T3 após cada etapa do  Rali Dakar 2023. Hoje, nos 358 km cronometrados que compunham o setor seletivo da nona etapa, cumprida entre Riade e Haradh, averbou o oitavo lugar.

“O dia correu mais ou menos bem. Foi um dia onde a navegação não foi fácil, mas o Gonçalo continua a fazer uma excelente navegação. Tentámos dar o nosso melhor para alcançar um bom resultado. No entanto, continuamos sem potência no carro e estamos a perder muito nas zonas rápidas. Foi uma jornada muito completa, rápida, com areia, dunas, rios com bastante água e pedras. Nas zonas técnicas apanhamos e ultrapassamos concorrentes que depois nos ultrapassam nas zonas rápidas. No dia de descanso fizemos diversas alterações, mas infelizmente o problema persiste”, revelou Helder Rodrigues à chegada ao acampamento.

Amanhã disputa-se aquela que será a décima etapa do Rali Dakar 2023. O setor seletivo da jornada, composto por 113km, será deliberadamente curto por se tratar da etapa que antecede a maratona. No entanto, a exigência não será menor porque a especial vai oferecer à caravana uma típica etapa de areia. A longa ligação de 509km até ao bivouac ocupará uma grande parte do dia.

HelderRodrigues02

JR
Pin It