Entre as propostas de veículos elétricos disponíveis no mercado, o Hyundai Ioniq 5 que tivemos oportunidade de conhecer na sua geração mais recente apresenta-se como um SUV elétrico inovador e versátil que oferece uma excelente combinação de desempenho, autonomia e tecnologia. O modelo foi lançado em 2021 mas recebeu entretanto várias atualizações, incluindo uma bateria maior para uma autonomia que pode ir até aos 710 quilómetros e um sistema de infotainment mais avançado na mais recente actualização do modelo introduzida na Primavera de 2022.

Uma das características mais curiosas do Hyundai Ioniq 5 é o seu design distinto e arrojado, apresentando um estilo futurista, com linhas angulares e uma grelha frontal fechada. O interior também é moderno e espaçoso, com um painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas e um ecrã táctil de 12,25 polegadas para o sistema de infotainment. Outra característica curiosa do Ioniq 5 é o seu sistema de carregamento. Construído sobre a plataforma e-GMP que é igualmente partilhada por modelos da Hyundai e Kia, o Ioniq 5 pode ser carregado a uma potência de até 350 kW, o que permite carregar 80% da bateria em 20 minutos.

Com dimensões generosas, o Ioniq 5 pode ser confundido com um modelo pouco ágil, algo que não é de todo, mesmo com um comprimento de 4.635 mm, uma largura de 1.890 mm e uma altura de 1.605 mm. A distância entre eixos é de 3.000 mm, um valor particularmente generoso e importante para permitir um bom espaço interior, quer para o condutor e passageiro, quer para quem viaja no banco traseiro onde o espaço para as pernas é mais do que suficiente.

Ficha técnica

Motor: Elétrico
Potência: 217 cv
Binário: 350 Nm
Aceleração (0-100 km/h): 7,4 segundos
Velocidade máxima: 185 km/h
Autonomia: 710 quilómetros (77,4 kWh)
Consumo de energia: 14,1 kWh/100 km (77,4 kWh)

Dimensões
Comprimento: 4635 mm
Largura: 1890 mm
Altura: 1605 mm
Peso: 1960 kg
Distância entre eixos: 3000 mm
Bagageira: 527 litros
Pneus: 235/55 R19
Preço: desde 56.340 euros

Tem ainda a vantagem do banco traseiro poder ser regulado no seu posicionamento, permitindo mais ou menos espaço para as pernas conforme as necessidades e ainda assim com a regulação a poder ser feita sem ter que mover todo o banco de uma só vez. Em termos gerais, estamos perante um habitáculo espaçoso e confortável no qual os bancos dianteiros são aquecidos e ventilados, e os bancos traseiros têm espaço suficiente para três adultos, onde é possível tirar o melhor partido de um sistema de infotainment baseado no sistema operacional Android Auto, intuitivo e fácil de usar.

Em termos dinâmicos, apesar das dimensões generosas e do peso que ronda as duas toneladas (1960 kg), o Ioniq 5 é particularmente ágil e responde com assinalável suavidade. Nota para os materiais sustentáveis usados na construção deste modelo da Hyundai onde o construtor sul-coreano incluiu garrafas recicladas transformadas em tecido, couro processado ecologicamente e fios reciclados, tudo isto numa marca que se afirma focada a 100% na eco mobilidade sustentável. O conforto revela-se perfeito, seja em viagens mais curtas ou em períodos mais prolongados, num automóvel que consegue filtrar na perfeição os ruídos exteriores bem como os pisos menos regulares das estradas nacionais que surgem espalhadas pelo país nem sempre nas melhores condições.

O Hyundai Ioniq 5, que no mercado português tem como concorrentes o Kia EV6, o Volkswagen ID.4, o Skoda Enyaq iV, o Audi Q4 e-tron e o Mercedes EQB, consegue apesar disso o seu espaço próprio de afirmação, fruto de uma imagem vincada num elétrico capaz de uma autonomia que o construtor anuncia no seu sítio online como capaz de ir até aos já referidos 710 quilómetros. Será importante dar conta que em termos de carregamento, as baterias podem ser carregadas até aos 80 por cento em menos de uma hora com o sistema de carregamento rápido, de 400V, podendo esse período ser reduzido para uns meros 18 minutos num carregamento ultrarrápido, de 800V.

A cereja no topo do bolo relativo a este Hyundai Ioniq 5 resulta do facto deste modelo elétrico ser vendido com sete anos de garantia sem limite de quilómetros, sendo que as baterias gozam de uma garantia de oito anos ou 160 mil quilómetros. A rodarmos no modo ECO, a autonomia consegue ser “esticada” aos limites, podendo ser utilizados os modos Normal ou Sport, sentindo-se neste modo uma direção mais incisiva e uma aceleração que ajuda a um comportamento mais ousado num carro de tração traseira que permite um comportamento seguro e previsível mesmo quando nos esticamos mais um pouco procurando provocar um comportamento ainda mais ousado.

Em resumo, um elétrico capaz de servir de meio de transporte para toda a família, primando pelo conforto e pela excelente resposta dinâmica que facilmente nos convence fazendo-nos esquecer as dimensões elevadas de todo o conjunto num veículo que surge equipado com direção assistida eletricamente, seletor de modo de condução, coluna de direção com regulação manual em altura e profundidade, travão de estacionamento elétrico, ar condicionado automático com duas zonas e sistema de desembaciamento automático, chave inteligente com botão de ignição, banco de condutor com ventilação e regulação elétrica, banco do passageiro com aquecimento, ventilação e regulação elétrica, bancos traseiros com aquecimento e patilhas de travagem regenerativa na coluna de direção, tudo isto num automóvel proposto com um preço a partir dos 56.340 euros.

ensaio: Jorge Reis
PUB
600 90 rodape

 

Pin It